sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Breve existencia circunstacial

hallo hallo.... depois de usar a gravata resolvi começar a dar um ar mais sério a este blog e começar a registar os passeios mentais mais influentes das minhas faculdades cognocitivas contemporâneas e deixar-me de preocupações do passado ...

Sr. Saiinhas

não se chama assim, não é o nome do lugar e muito menos, o amigo de marcos, não é pela idade (embora a pose já engane) que ganha o título de Sr. .

voltado ao tema----->

estavamos nós (eu e o marcos) a deglutir uma grotesca petit francesa, quando, de repente fico o olhar num homem com os seus 50 e poucos anos na mesa do canto, perto da porta. tinha acabado de entrar e também a cara do jovem que acompanhava, não esquecendo a cachopa e mulher augusto-gomiana que seguiam atrás, deixava-me descofortavel por reconhecer de algum lado. por momentos ignorei, e apanhei o marcos a descrever o seu método milagroso anti-insónia... não resisti... após um "sim, sim"... olhei fixamente para a mesa do canto.

pequena pausa.... sem nicotina.

é verdade... eu não costumo ignorar as conversas de quem me acompanha à refeição, mas não fumo desde segunda feira... que à parte dos tremores e da irritabilidade (e atenção, não se fica mais nervoso, alias até ganhei uma irritante calma zen) faz com que eu esteja um bocadito mais cabeça no ar do que o habitual - obvio q este bocadito a juntar ao habitual... faz descarrilar o foco da atenção) reparem como este texto ja está completamente a fugir da temática..... veêm... oh..... nada..... bom...... ah okok pausa.


retomando a emissão.

após um "sim, sim"... olhei fixamente para a mesa do canto.

a cara era familiar.... mas muiiiito familiar... eu diria que estava na presença de um primo que vi num natal remoto e que esteve a falar comigo algumas horas... e passado uns anos vês numa mesa de café e até estranhas ...será.... é parecido.. está mais gordo.... mas

há um erro na analise da sensção...ou por outro lado.. desta vez n funcionava bem assim.... ele estava exactamente igual à memoria anterior que tinha da cara dele... e sabia q o ultimo contacto fora à relativamente pouco tempo.

o marcos segue o meu olhar.

"opa, d'onde é que eu conheço o homem?"... humm é daqui de leça ou de matosinhos, responde o marcos.
e continuamos a conversa.

entre palavras trocadas e olhares para a outra mesa... o marcos solta " F*+«sse , o C&%RL8= do velho está-me a comer a cabeça", suficientemente alto para reparar num desconforto na sala. heheh

é era assim que estavamos os 2. ele há uma semana e 4 dias sem fumar... eu deixei quando ele fez uma semana...

incomodados com as perseguições e disparates já ditos...."é dum restaurante... de matosinhos" chegando, mais tarde, a saber q nunca jantamos num restaurante em matosinhos em comum...

ao pagar o marcos pergunta ao amigo saiinhas (dono da tasquinha) ... quem é aquele Sr. que esta ali na mesa.... diz ele com todo o respeito depois de ter dito VELHO... para sala toda hehehe....

hummm.... é o homem do cascata.... ****DSS?))#**++++ faz-se luz.... é o caraças do má onda, big boss do cascata que está sempre uma má onda brutal, trata mal os cliente, sempre com a sua farda ridicula, embirrante com os pagamentos em separado, irritado por pagar ao balcão, controlador efascizoide, mirone de balcão, destrutivo quando falha um pessoa à mesa reservada... enfim... o desputa do cascata.... mas é incrivel... ainda à pouco carinhosamente eu e o marcos falavamos.. ele serve à mese... e tem assim o jeito dele (sorriso) é por isso q o pessoal se lembra... pois QUE JEITO! foogo... e quem o acompanhava era um dos empregados que tb estava sem farda , obvio.

e isto tudo para chegar a uma conclusão.

há pessoas que fazem parte da nossa concepção de realidade, e que são essenciais a criar pontos de referencia no nosso modus operandi (photek, obrigado pela expressão) existencial... mas só existem em determinado contexto... não é a pessoa, mas afunção que desempenha em determinada facção de realidade... para nós só faz sentido fazer a piada ao "má onda" antes de pagar no cascata, sair a tentar perceber o q tinha corrido mal , para ele estar mal disposto outra vez... hehe e durante aqueles momentos, tu sabes perfeitamente quem essa pessoa é. não fazes confusão com alguem parecido... não.. sabes mesmo quem é.... mas retirada do seu contexto.... passa a ser uma sombra de mem que te deixa a remoer tipo... não saber o nome do actor que faz de jerry no "fargo"... ah ah .. ta mesmo na ponta da lingua... mas visualmente... hehehe .

quinta-feira, fevereiro 24, 2005


Hoje, para dar um ar mais serio, usei gravata no emprego... Posted by Hello

sexta-feira, fevereiro 18, 2005

Petrotronics

Fev. 2005

Petrotronics anuncia o desenvolvimento de um novo componente informático totalmente revolucionário. Após anos de investigação intensiva na àrea dos supercondutores, esta Mega-empresa no norte de Portugal faz uma descoberta que mudará por completo o devir informático.

Jaime Cacique presta declarações sobre a descoberta:

"De facto, foi dificíl manter as experiências em segredo e desviar a atenção da população. Periodicamente faziamos as descargas para a praia e conseguiamos sempre culpar a refinaria local. Com algum esforço conseguimos, ao longo destes anos, atingir um índice de crude bastante favorável na matéria prima. A mundança dos laboratórios para o suposto "Paço da Boa Nova" foi sem dúvida o culminar deste nosso projecto. Disfarçado de condomínio fechado e com animação nocturana, conseguimos que o nosso bunker de exeriencias passasse da faculdade para a rua, e fazer exeriencias de campo, sem perder a discrição. Corria o ano de 1948. O transistor tinha sido descoberto no ano anterior e Oderimo Lopes apontou para esta tecnologia ja com algum rigor. Com base nos seus escritos, desenvolvemos o «Processador Turbo Diesel»... passo a explicar - Após recolha de matéria prima, neste caso, areia das praias de Leça da Palmeira e Matosinhos ( e passo a explicar à frente o pq destas duas praias...) é sistemicamente tranformada em materia viva através de nanomotores que provocam micro-combustões internas que fornecem uma fonte de energia mais poderosa comparativamente à existente. Da praia de Leça recolhemos areia embebida em crude, elemento de combustão, e da praia de Matosinhos, a matéria organica que potencia a libertação de gases que estabilizam o fluxo de explosões e servem de combustivel aos nano-motores.
Ainda em fase experimental, estes processadores têm uma duração média de 6 meses e apresentam um ruído bastante elevado, no entanto, como complento, estamos a tentar desenvolver uma caixa noiseless a partir de inertes encontrados no rio Leça, dos quais não identificamos a origem, mas acústicamente fazem o isolamento perfeito. Em contrapartida, o seu rendimento é 10x superior aos processadores com clock rates de 4.000 MHz e claro que o preço é muito abaixo da média."

É sem dúvida um exemplo de brio nacional, uma ode à ciência lusa.


terça-feira, fevereiro 15, 2005

Como não poderia deixar de ser... Sista Lucy

só n percebo pq a noticia aparece na reuters na categoria "oddly enough" ... não sei se será oddly o luto nacional, se o acontecimento de 1917...

YOU ARE HERE: Home News > Oddly Enough Article

- Portugal mourns Fatima seer

domingo, fevereiro 13, 2005

sega vs. nintendo




no ínicio da decada de 90 dá-se o advento do home entertainment system a.k.a. consola.
o obejecto em si não era novidade. vinte anos antes ataris e afins já faziam as delícias dos querubins mais abastados, dando uso ao comando para controlar as barras brancas sobre fundo preto para desviar a bola dum lado para o outro. ou então controlar a bolinha comilona e limpar o puzzle sem tocar nos fantasminhas.... mas com massificação da tecnologia, a consola passa a ser o objecto no.1 no circulo de amigos do jovem que acaba de sair da primária e começa a refinar o gosto pelo ocio e pelo ludo, coisas que mais tarde evoluem com o passar dos anos...

verão de 92

o adolescente ja sabe o que quer e tenta definir o seu estilo. à semelhança dos anos 60 na GB em que a disputa era constante entre os mods e os rockers, estava na altura de escolher e defender com unhas e dentes o seu clube de ócio.

sega megadrive ou super nintendo?

sim a sega ja tinha arrasado o mercado europeu com o sonic e o alex kid. a sega tinha projecção no japão e consquistava a europa. o seu look era mais high-tech comparativamente com a nintendo, com o objectivo de apontar para um publico mais maduro.. no entanto saiam jogos do rato mickey... mas grosso modo era esta a filosofia.

a nintendo... com o seu look mais suavezinho e tacanho revelava-se a opção super mario das consolas. tarreca, gordinha com comandos fofinhos. comandos estes q inspiraram a mecanica do comando da ps1... mas isso é muito depois.
os jogos era menos rebuscados mais calmos e mais pitechú (como definiria a catita)... no entanto a tecnologia 3dfx era um campo que começava ser explorado...

a grande questão era se com 12 anos usavas cabelo espetado e terias uma postura ciber punk - sonic ... ou se alinhavas no mundo de fantasia do mario. bom, a escolha foi dificil e pessoalmente, confesso, optei pelo mundo de fantasia com maças, yoshis, cogumelos (mágicos...efectivamente eram magicos pq eu crescia!) capas para voar... enfim um mundo mais alice no pais das maravilhas e menos terminator... n sei se isso me deixava mais ou menos feliz... mas nas horas de aperto entre lanches... super mario ou sonic, tanto dava... ou pelos menos ... ia dar ao mesmo quando a motivação era bater o record.
mas é um facto... a jogabilidade da sega era uma bosta... os jogos eram sempre iguais.... bom, mas n estamos num blog geek de analise de jogos, mas tentar dissecar a mensagem por detrás da marca... e eu n tenho o patrocinio da nintendo no blog para estar a dizer bem ou mal :P
isto tudo para dizer que quando se passava muito tempo colado ao ecrã da tv, a mensagem implicita no jogo... poderia deixar marcas na conduta futura.

sangue.

enixistente na nintendo
aos magotes na sega

embora atento à estética, o manga enquanto entretenimento n faz o meu estilo... sendo os dois sr.s (sr. sega e sr. nintendo - sim pq as marcas japosensas são sempre o nome dos senhores.... ex.: sr. sony, sr. mitsubishi, sr. nakamishi, sr. toshiba...enfim.... so os filmes 35mm é q se safam q têm o nome do monte) oriundos do mesmo sitio no globo... praticavam politicas diferentes.

a nintendo seria mais fantasiosa, para um publico mais "criança" e naïf.... conseguiram manter essa filosofia até ao pokemon.... historia recente... mas enterrada.. pq n há "naïfismo" que se aguente na sociedade ultra-consumista..... enquanto que a sega, apoiava-se mais na bd manga, no underground, de inspiração akiriana que em meados da decada de 90 ficou completamente fora de moda... e digo fora de moda pq foi isso mesmo que regulou o mercado até à chegada da ps1... mas isto é outra historia

a grande questão é que ainda com poucas referencias sobre o mundo, foi um grande momento de decisão, pois daí em diante passaria as tardes e algumas noites a queimar as retinas a olhar para elfos e canalizadores ou para ciborgs e ciberpunks....

salvaguardando o metroid da nintendo e o mickey da sega...

claro que os anos passam, as consolas arrumam-se e estou eu todo interessado pelo w.gibson e pelo cibertudos e afins... mas é com saudosismo (não trágico!) que volta e meia ponho o cartucho do zelda a rolar...

sexta-feira, fevereiro 11, 2005

The Artist Formely Known As.... Prince Charles

hauuuuudy hooo amiguinhos

ei-lo, o meu primeiro post de texto, com temática, desenvolvimento e, quiças, una resolución!...

vou esmerar-me para ver se consigo aumentar os hits a este (temporaráriamente) miserável blog.

bom. sexta-feira.

a semana vai longa, e nem o carnaval a inibir o abrupto inicio da semana ajudou a descomprimir dos longos serões de extra verky vork. olhos pesados, cabeça para baixo, um enorme arrastamento na fala... diria que pior, só mesmo a conjuntura política da nação - não sei se repararam, mas disse conjuntura... uma palavra cara que na ultima corrida ao poder, e digo ultima mas legitima, era uma palavra muito em voga, e reparem... voga... tb n se usa muito. este blog está a ganhar corpo. adiante

meio dia e 20

chega a mulher da limpeza, no seu ar despachado e inicia o processo de revitalização do espaço. sou obrigado a ir almoçar antes q a esfregona inunde o chão com liquidos verdes e cheiros fininhos que rebentam uma porrada de neurónios... se não rebenta.. parece. como saio mais cedo... e ainda sem grande vontade de comer, opto pela variação ligeira aqui ao lado.

tasco do sr. antónio

se não é antónio é josé... ou josé é o filho?... indiferente.
as refeições rápidas são deglutidas aqui, neste local acanhado, gorduroso, com toda a coleccções de garrafas neto costa, mas com pelo menos 20 anos onde já só resta o açucar do licor. fiado só a maiores de 90 anos acompanhados pelos pais - ou qqcoisa assim destaca-se da garrafeira, preso com fita cola para não se desfazer em dois. um piadão brutal.. fico sempre sem ar quando leio aquilo... mas enfim, axo q ja faz parte do imaginário "tasco português" - obviamente que o manguito é mais carismatico!...

bom mas voltando ao tema q me levou à escrita deste texto...

pois é.. o prince vai dar o nó.

após discursos politicos hilariantes no jornal da sic - louçã, estiveste bem hehe... eis que surge a noticia do dia, com direito a comentário pelo telefone, imagens de arquivo, rezenha histórica ordenada cronologicamente, imagens recentes que só tinham metade de tempo util visual pq as flashadas comiam a outra metade, entrevistas, depoimentos, analise politica, etc etc etc... o prince está nobio, e com quem ??? quem é a feliz contemplada com tal presença pujante?? hã??? a moça q n me lembro agora do nome, mas toda a gente sabe quem é...

uma noticia em grande

não era novidade, pq enquanto esperava pelo fernando teixeira, estava um jornal no balcão.. e na primeira pagina ja figurava esta bela noticia...

estou-me realmente marimbando para a telenovela da realeza britanica... sim, pq como não passam as brasileiras na bbc, nada melhor q o big brother no castelo.

mas algo mágico se passou no tasco... os consumidores de favaitos em copo de fino, o zé e o tó pararam de falar, voltaram-se para a televisão e como que, assunto de interesse nacional, ouviram, tentaram perceber o q estava a acontecer e sorriram todos contentes e felizes... muito bom
realemente só mesmo informação de facil digestão poderia ser o melhor acompanhamento a uma refausta refeição de pão líquido.

bom, efectivamente o que interessa neste momento é o casamento do carlitos... de resto está tudo bem, tudo 5 estrelas...

estou deveras expectante com o desenvolvimento do caso...... haja paciencia

mais uma semana q passou sem lhe mexer... Posted by Hello

quinta-feira, fevereiro 10, 2005

..e FUNCIONA!!!


Figura 2. Produção mensal de serapilheira em relação à precipitação pluviométrica (A) e velocidade do vento (B) durante o ano de 1997, em clareiras da Reserva Municipal de Santa Genebra, Campinas, SP. Serapilheira (–n–), precipitação (–o–), velocidade do vento (–¡–).


antes de começar a escrever o que quer quer se seja, tenho que expor alguns parametros reguladores do blog, não querendo de modo algum tranformar isto numa ditadura bloguiana ou criar qualquer inibição nos posts vindouros.

1.

. serapilheira - pano cru, de fraco acabamento que normalmete serve de contentor grosseiro. ex. saco de batatas
.poderá também servir de suporte aos destestaveis (salvaguardando a actividade e quem gosto por ela tem... destestavel do ponto de vista de ser EU a executa-los!) que eramos - sim, não sei se ainda acontece no SEC.XXI...espero q não - obrigados a executar no ciclo preparatório... nunca tive como objectivo ser um rapaz dotado na costura. (confusa esta frase n???) . bom. adiante
.trama apertada de filamentos que no conjunto se revela bastante resistente e coeso
.porque não consegui registar breakbeatnik, boris (pfff boris.... o etnocentrismo a favor da ignorancia :) há MILHOES de boris e nenhum se teria lembrado de por no nome dele no blogspot lol.... adiante), alafarroba (este poderia ser ofensivo.. mas tb n dava).. entre outros
.sim, sou macho. por acabar em "a"...nada implicito em relação ao género do autor. pf. meninos, não mandem piropos... feedback nulo nessa área
.pq da explicação - não terei que explicar num texto qualquer com grandes dissertações sobre o nome. é um signo. é um significante+significado. e visualmete é uma forma agradável.

2.

não estou mal disposto... objectivo neste momento

3.

sim.. maiusculas só para voz elevada e olhos arregalados... obrigado aicher, és um mister.
´`~^ ... volta e meia... se não perceberem ... tente pelo contexto... assim como o n=não pq=porque ... etc=etecetera
erros ortograficos--- opá...sim, nem sempre a vontade de corrigir superara o desleixo de assumir o erro.

4.

vamos ver se é desta... não tenho sido regular nos blogs... bom, ja tive alguns mas o comentário "foste tu????" normalmente manda abaixo qq vontade de continuar ... sim. serei eu a escrever. caso contrário aparece " " antes e depois do texto. não q sinta o valor das minhas palavras enxovalhado.. pq sinceramente a piada do blog é o facto de existir descomprometidamente (filinto era mais ou menos isto n era?) ... por isso tanto melhor quato mais pessoal... n pcebo muito bem pq... os diarios tinham aluquetes... ou então ficavam debaixo da cama... pfff.. vida agitada a das crianças e dos adolescente heheheh hahaha ela olhou para mim hahaha e deu-me um estalo... adiante

sim, lugar de exploração, de racionalização de pensamentos.... axo q é isso... sim axo.. seria com ch... mas le-se na mesma. isto n são novidades... mas ok

5.

pq efectivamente os blogs são lugar de exposição de pensamentos gratuitos... se não partilhar alguns... tb n faz muito sentido tê-los. a não ser para começar a desenvolver a minha teoria zen.

6.

ja está muito longo... já é tarde... e para ja a grande vitoria foi criar este espaço, o contentor em bruto... vamos ver o q vou guardar neste saco.

7.

acaba melhor com numero impar.